A estatueta de animação

Quando fiquei sabendo que o Oscar 2015 está se aproximando, pensei: nossa, esse ano vou assistir todos os filmes indicados pra conseguir torcer com propriedade! Pois bem, hoje já é dia 13 de fevereiro e dentre os 38 trabalhos que concorrem a uma estatueta, eu assisti nada mais, nada menos quê: dois. Vamos ignorar o detalhe de que estou falhando lindamente em minha missão e focaremos nesses dois filmes que vi até o momento, já que esse post é dedicado a eles.


Animação é o meu gênero favorito, mas foi totalmente por acaso que eu assisti justamente dois concorrentes dessa categoria. Primeiro que quando consegui baixar Como Treinar o Seu Dragão 2 eu não sabia que ele estava na lista e algo semelhante aconteceu com Os Boxtrolls – eu esqueci que ele era um indicado quando assisti. Mas isso são detalhes, apenas detalhes.

Como Treinar o Seu Dragão 2 conta mais um pouquinho sobre a história de Soluço, o garoto (que agora é um rapaz, né) que não sente mais medo de dragões. Achei uma gracinha ver a relação que os vikings estabeleceram com os dragões e, principalmente, a amizade que Soluço manteve com Banguela. Só que o tcham do filme está longe de ser esse.

Na sequência de Como Treinar o Seu Dragão nós assistimos reencontros e despedidas – que, sim, cortaram o meu coração em mil pedaços. Nós recebemos uma bela lição de que devemos perdoar os outros – ainda mais quando “os outros” são nossos amigos – e, mais uma vez, acompanhamos algumas batalhas.

Geralmente – nada de generalizar – as sequências não ficam tão boas quanto deveriam, mas eu não senti isso em Como Treinar o seu Dragão 2, ainda que ele não tenha me conquistado tanto quanto o primeiro. Eu me emocionei e fiquei feliz em saber que terá um terceiro filme, mas também pensei durante um tempão se teria gostado se eu tivesse, sei lá, menos de dez anos.

Antes de mais nada, como posso explicar a vocês o que são os boxtrolls? Posso dizer que são criaturas diferentes, que são pequenos monstros, mas nenhuma dessas definições me deixam contente. Por isso peço para que vocês olhem para o cartaz que coloquei ali em cima. Olharam? Então, aqueles bichinhos são os boxtrolls e eles são perseguidos na sociedade onde vivem pelo grupo de Chapéus Vermelhos.

Só que eles não são perseguidos à toa, sabe. Isso ocorre porque toda a população sente medo deles e dos boatos que foram lançados a respeito do que eles fazem, como por exemplo, o de que sequestram e devoram bebês. Logicamente ninguém quer ser vítima de criaturas assim, então, sim, eles são caçados. Mas será que os boatos são verdadeiros? Será que é feita a justiça com relação aos Boxtrolls?

Eu adorei esse filme com força. A personalidade das personagens, as críticas por trás de alguns atos, a história, a coragem, o amor – e aqui eu estou me referindo ao amor paterno, sim? – foram pontos que gostei muito de ver sendo desenvolvidos. Se meu amor por filmes de animação já é enorme, imaginem como eu fico com filmes de animação que trabalham os outros tipos de amor! Se você ainda não assistiu, assista.

Ainda não assisti Operação Big Hero, Song of the Sea e nem O Conto da Princesa Kaguya (mas já digo de antemão que fiquei imensamente feliz por ver o Studio Ghibli entre os concorrentes!), mas tenho a minha preferência até segunda ordem. Mesmo que Como Treinar o Seu Dragão seja uma das minhas animações preferidas, minha torcida não fica com a sua sequência, e sim com Os Boxtrolls. Pelo menos por enquanto, né? Acho que até o dia 22 eu consigo assitir os outros três indicados. Dedinhos cruzados!

assinatura Agora v4i

Anúncios

Um comentário sobre “A estatueta de animação

  1. Cá estou acompanhando os posts do Oscar pq sim, estou assistindo com força. Vi três dos indicados à melhor animação e acho que está mais difícil decidir do que o próprio prêmio de melhor do ano.
    Assisti na seguinte ordem: Big Hero, Boxtrolls e como treinar seu ladrão. E o que aconteceu? eu pensei “esse é o melhor” assistindo todos.
    Operação big hero é o filme “infantil” mais imprevisível que eu já vi na vida, ele está longe dos clichês e toma um caminho muito surpreendente. Aí pensei “que incrível, nunca tinha visto isso. merece um Oscar”. Daí veio Os Boxtrolls e eu fiquei extremamente impressionada com a sensibilidade do filme, além de incrivelmente bem “desenhado” eu vi nele uma linguagem única que te faz vomitar arco-iris. Pra mim ele seria o vencedor sem nenhuma injustiça. Já estava apostando nele até que vi que como treinar seu dragão (que eu tava procrastinando pela insegurança de “a continuação não ser tão boa como o primeiro”) também concorria. Fui assistir e fiquei muito impressionada como eles conseguiram continuar uma história que foi tão cativante. Como treinar seu dragão não é um filme infantil, ele é universal com lições universais que te comove além do desenho animado. Eu não me surpreenderia se ele fosse indicado até para melhor filme do ano. hahaha.
    Enfim.. já fiz textão. Minha torcida é pra Os Boxtrolls, mas acho que como treinar seu dragão 2 leva essa!

    bjbj

Comente <3

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s