O significado do Natal

Guirlanda feita com coadores de café usados
Guirlanda feita com coadores de café usados

É no dia 25 de dezembro que eu percebo como o tempo passou e o quanto as coisas mudaram. Resgato na memória as lembranças dos Natais que já vivi ao longo desses vinte anos de existência e recordo-me levemente de alguns que passei na chácara dos parentes do meu pai, entre revelações de amigos secretos e muita comida. Lembro também de visitar minhas tias-avós, receber e desembrulhar com ansiedade os meus presentes e então almoçar na casa de meus avós.

Repasso cada um desses episódios enquanto olho para o Natal da Nicolle de vinte anos. O dia 25 deixou de ser uma data movimentada, passando para um momento mais calmo, quase como um dia como outro qualquer. Não há mais parentes e meu avô não mora mais na mesma cidade que eu.

Sei que é Natal porque minha casa está decorada de acordo, com alguns anjos e Papais Noeis distribuídos pela sala, junto com nossa árvore improvisada. Sei que é Natal porque quando vou passear com os meus pais, vejo a cidade com a mesma decoração natalina. Muitas luzes, muita iluminação, muitos enfeites. Tem até um espaço denominado “Cidade do Natal”, que segue os padrões estrangeiros – ou seja, com neve e bonecos de neve, mesmo que o clima aqui no Brasil não proporcione nada disso.

Quando a pimenteira vira árvore de Natal
Quando a pimenteira vira árvore de Natal

Natal-1

Mas aqui vai o melhor motivo que me faz ver que realmente é Natal: meus pais estão em casa. Hoje ninguém trabalha, apenas descansa e fica assim, confortável, sem encheção de saco. É tranquilo, é gostoso e se você me perguntar se eu trocaria o Natal da Nicolle de vinte anos por aquele que ela vivia quando era criança, a resposta é: não.

Hoje eu vejo que meu Natal é mais condizente com quem eu sou. É em casa com os brotinhos mais lindos do meu jardim, com sabor de pudim, usando pijamas e assistindo um filme legal na TV ou no computador. É encontrar uva passa na maionese e não achar isso ruim: gosto de uva passa. É sair para passear de carro e parar para fotograr lugares bem decorados. É conversar pelo facebook com pessoas queridas, ficar pensando em qual post vou escrever com Ophelie e Pétala e elaborar post pro Agora v4i.

Se eu mudaria alguma coisa nesse dia? Mudaria. Ao invés de apenas telefonar para o meu avô, eu faria com que ele estivesse aqui, mas me conforta saber que o dia dele está sendo legal. Também traria algumas pessoas especiais que moram longe para mais perto, mesmo que a internet seja muito gente boa e possibilite conversas com vídeo. Elas ajudam a amenizar a saudade, mas não diminuem o meu desejo de dar um abraço de verdade em cada uma.

***

O Natal pra mim nunca foi todo o glamour que é mostrado na tv. De fato os presentes ficavam em baixo da árvore de natal e a mesa ficava cheia de comida, mas ninguém se arrumava demais, nem era uma mega festa. Porque o essencial sempre esteve presente: a família reunida. Nada me deixava mais feliz do que contar os dias pras minhas primas chegarem, e na noite de natal fazer a maior bagunça no meio da sala abrindo os presentes.

Mas o tempo foi passando e diversas coisas foram acontecendo, o que acabou por distanciando parte da minha família. Quando criança logicamente eu não tive noção do que estava acontecendo, mas a partir do momento que me dei conta foi um baque. Pensar que minhas noites de natal não seriam mais como antes me assustou no começo, mas a vida se encarregou de me fazer entender.

Entendi que apesar de tudo eu ainda tinha uma família, que é o meu bem mais precioso, claro que precisei me mudar de cidade pra visualizar que tudo que eles tinham feito por mim era só pensando no meu bem. Mesmo que eu não gostasse, mesmo que eu me irritasse, eles queriam o meu bem. E eu agradeço imensamente por isso. A partir daí o natal ganhou um novo significado.

Natal-2

Mesmo que um pouco desfalcado, continuou sendo especial, passei a me envolver mais com a preparação da ceia, teve um ano que até fizemos amigo secreto. Natal pra mim é isso, é reunir a família e não faz mal que esteja faltando uma parte, assim como na minha, a gente tem que celebrar quem está do nosso lado mesmo assim. Não guardar mágoas nem rancores, porque isso só vai refletir negativamente.

Esse ano, porém, passarei o natal extremamente gripada. Isso nunca aconteceu antes e não sei lidar. Estou com uma tremenda vontade de só ficar deitada e passar o resto a vida assim. Mas eu sei que o espírito natalino vai tratar de fazer alguma coisa pra que eu melhore, afinal vai ter bacalhoada aqui em casa.

Também queria desejar o melhor dos natais pra minhas meninas Nikki e Dê, vocês são muito especiais pra mim e espero que algum dia possamos passar essa data tão linda juntas, com nossas respectivas famílias. Porque sim eu quero ter uma família e quero que ela conviva com vocês. Obrigada por tudo nesse ano e 2015 tem mais faculdade e mais Agora V4i! Coragem e fé que tudo vai dar certo, migas.

Natal-4

Sim, esses são os galhos de um arbusto muito iluminado
Sim, esses são os galhos de um arbusto muito iluminado

Esse é o primeiro Natal do Agora v4i e nós queremos desejar a vocês um dia todo trabalhado na magia. Desejamos que vocês passem ao lado das pessoas que amam. Que tenha comida gostosa, clima leve e muito, muito amor. ❤

assinatura - agora

Anúncios

Comente <3

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s