Êta Ryan Gosling deu ruim!

ImagemCercado de expectativas o longa “Lost River”, do estreante no ramo da direção Ryan Gosling,  não agradou a crítica e misturou vaias e aplausos após sua exibição em Cannes.

Ryan Gosling (Diário de uma paixão) já começou sua carreira de diretor com o pé esquerdo. No último dia 20/05 o filme foi exibido na mostra paralela oficial “Um Certo Olhar” no Festival de Cinema de Cannes. Os fãs do ator lotaram tanto a porta do hotel onde Ryan se hospedou quanto as duas sessões onde Lost River foi exibido, mas, nem todo o prestígio e carinho salvou o galã das críticas:

“Navega entre a estupefação e o obscuro, entre o LOL e o WTF.” Richard Corliss, revista Time.

“Se Ryan Gosling não fosse um astro, nunca teriam deixado ele dirigir.”  Peter Bradshaw, jornal The Guardian.

Basicamente a trama é a seguinte: Billy (Christina Hendricks, da série Mad Men) é mãe solteira de dois filhos, Bones (Iain de Caestecker, do seriado Agents of S.H.I.E.L.D.), e um bebê. Cercada por dificuldades, como manter a casa e sustentar os filhos, Billy recebe de Dave (Ben Mendelsohn), seu gerente de hipoteca, uma proposta. Ela é convidada a trabalhar em uma casa noturna bem excêntrica gerenciada por Cat (Eva Mendes). Enquanto isso, seu filho Bones joga charme pra vizinha Rat (Saoirse Ronan), e ainda é vítima de bullying por Bully (Matt Smith, ex-Dr. Who). Toda a história se passa em um povoado próximo a Detroit.

Se liguem no trailer:

Ainda segundo as críticas, Ryan não foi original pois em seu filme enxergam-se claramente características dos diretores com quem já teve contato “Gosling absorveu as lições de Refn e assina um filme atmosférico, habitado pela morte, pelos fantasmas e pela loucura”, disse Christophe Narbonne, um jornalista da revista de cinema Premiere. O diretor que o jornalista se refere é o cineasta dinamarquês Nicolas Winding Refn, que dirigiu Gosling em ‘Drive’ e que levou a palma de ouro em Cannes no ano de 2011.

 Venhamos e convenhamos que não deve ser fácil escrever e dirigir um filme, ainda mais quando o diretor no caso é um astro dos cinemas. Ben Afleck sentiu na pela essa pressão ao se aventurar na direção de Argo, sucesso na academia acabou levando três estatuetas do Oscar em 2013 (melhor filme, melhor roteiro adaptado e melhor edição). Não vejo como uma tacada de sorte e sim de competência, aparentemente,o erro de Gosling foi se perder em meio a tantas influências e esquecer de imprimir sua própria personalidade.

 Imagem

Ainda não vi o filme mas estou muito curiosa pra assistir, assim que isso acontecer venho correndo fazer resenha pra vocês!

Beeeijos,

Jacqueline.

Fonte Revista Veja 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Êta Ryan Gosling deu ruim!

Comente <3

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s