É hora de dizer “olá”!

Nicolle nunca pensou que assinaria algo com o seu próprio nome. Agora vai!

Primeira fileira

“It’s time to begin, isn’t it? I get a little bit bigger, but then, I’ll admit: I’m just the same as I was”

Minha primeira experiência com blog foi em 2012 e naquela época eu assinava sob o pseudônimo de Louise Pompadour. O motivo para ter agido assim é bem simples (e extremamente bobo então, por favor, não ria!): eu tinha vergonha de assinar meus textos com o meu próprio nome. Pois é. Sem noção, hoje eu tenho consciência disso. Mas nunca foi segredo o fato de que sou uma menina bastante insegura – embora, quero deixar bem claro, essa é uma coisa na qual estou me esforçando bastante em mudar. Aliás, o fato de estar aqui me apresentando para você nesse exato momento é a prova de que, talvez, eu esteja obtendo um bom resultado nessa tarefa.

Não serei mais Louise na blogosfera. A partir de agora assino com meu próprio nome: Nicolle (ou Nikki, ou Niih, ou Nininha. Adoro apelidos!).

Segunda fileira

“I’m gonna let it show. It’s time to let you know.”

Sou uma menina com olfato aguçado, visão embaçada e audição um tanto falha. Tenho paladar exigente, muitas vezes minha falta de tato se faz presente e acredito no poder do sexto sentido, só não sei ainda do que o meu é capaz.

Gosto do cheiro de maçã recém cortada, de livros novos e de terra molhada. Minha audição não é das melhores. Muitas vezes entendo errado o que as pessoas falam e peço para que elas repitam várias vezes. Fico até sem graça! Mas fazer o quê, é a vida. Esse detalhe também acaba implicando em uma grande dificuldade em entender o que o pessoal fala em outros idiomas. Evito cantar em inglês – ou em qualquer outra língua – na frente dos outros por causa disso. Entendo tudo muito errado e, consequentemente, canto errado também (isso mesmo, sou do time do “iaaaarnuooooou iaaaardesilveeer”. Não julgue!). Portanto, se você me escutar cantando algo que não seja em português por aí, saiba que eu treinei um bocado antes de fazer isso (praticar ajuda a alcançar um bom resultado, aliás. Aprendi isso com mamãe que sempre – sempre! – diz: na vida tudo é treino).

Como os cheiros, eu também tenho os meus sons preferidos. Adoro escutar o “gritinho” de uma arara enquanto ela está voando (é bem comum vê-las livremente pelos céus aqui onde a gente mora. Estamos em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul); risadas alheias também são coisas gostosas de se ouvir (principalmente quando quem está rindo é alguém que eu gosto muito) e, claro, a boa e velha música (seja alguém cantando ou somente o som dos instrumentos).

Uso óculos desde os oito anos e sem eles enxergo como se tudo estivesse encoberto por uma neblina bem densa (agora imagina como não fiquei desesperada quando pisei em cima deles. E olha, isso aconteceu duas vezes nesses doze anos em que eles estão comigo!). Um dos meus grandes prazeres de todos os dias é apreciar a comida que a minha mãe faz (a melhor que eu já provei), mas, por mais que eu goste muito de pratos salgados, meus queridinhos mesmo são os doces. Amo brigadeiro, sorvete e não descanso enquanto a caixa de bombom não está vazia. Muitas vezes eu acabo exagerando no açúcar, admito, e essa é mais uma das coisas que preciso trabalhar em mim: controlar meu lado formiguinha!

Terceira fileira

Mas comer é apenas uma das coisas que me deixam feliz. Gosto muito de passar o tempo assistindo filmes de animação (Disney, Pixar, DreamWorks, Studio Ghibli pra mim são muito amor <3) mas o meu passatempo preferido mesmo é criar histórias. Minha cabeça tá sempre girando em torno de alguns personagens e eu gosto de ficar assim, sentada, apenas imaginando os episódios da vida de cada um. Claro, quando a inspiração bate forte eu também registro tudo em palavras e tenho a intenção de compartilhar alguns resultados com vocês.

Só que meu grande objetivo mesmo é escrever resenhas. Não dispenso os livros e também amo de paixão quando alguém me indica uma leitura diferente. Como sou adepta da filosofia “faça para os outros aquilo que gostaria que fizessem para você” quero muito dividir com cada um os universos que outras pessoas criam. Colocarei minha opinião e farei o possível para não soltar nenhum spoiler, prometo (mas já peço desculpas caso acabe deixando um ou outro escapar).

Tenho certeza que a faculdade (o curso de Jornalismo, para ser mais específica) vai ser bem gente boa e permitir que eu consiga colocar esses planos (e muitos outros) em prática. Ela já foi maravilhosa me apresentando essas três meninas lindas (duas você já conheceu, amanhã conhece a outra) ❤ Mas mais pra frente eu comento sobre esses assuntos (estudos, amizades…) pois já me alonguei demais para uma apresentação. Nos vemos em breve, hein?

“I guess I’m ready, I think I’m ready, I hope I’m ready… for something new!”

 

Anúncios

2 comentários sobre “É hora de dizer “olá”!

Comente <3

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s